"Flipped ""Classtrain"": a sala de aula invertida do Departamento de Material Rodante do Metrô-SP"

Transportar mais de quatro milhões de pessoas por dia, com alto padrão de eficiência e qualidade, é a missão diária dos milhares de  empregados da Companhia do Metropolitano de São Paulo, dentre os quais destacamos neste case os empregados do Departamento de Material Rodante da Gerência de Manutenção, responsáveis pela manutenção corretiva e preventiva dos trens que trafegam diariamente no sistema metroviário.
Devido à dinâmica de trabalho, em escalas ininterruptas de revezamento, e os conhecimentos específicos da área de tecnologia metroviária, a capacitação dos empregados do Material Rodante  pelos próprios técnicos, especialistas  nos mais diversos sistemas e subsistemas que compõe as diferentes frotas de trens em operação, se constituiu constante desafio aos gestores e educadores do departamento. que buscam soluções híbridas de aprendizagem com o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação e metodologias ativas que propiciem experiências de aprendizagem mais significativas. 
Nesta linha, o uso da metodologia ativa conhecida como flipped classroom ,ou sala de aula invertida, tem contribuído significativamente para atender aos conhecimentos cada vez mais específicos das equipes.  O conteúdo dos treinamentos, como videoaulas, vídeos tutoriais, manuais técnicos e apostilas, são desenhados pelos educadores e disponibilizados no LMS, que podem ser acessados nos computadores alocados nas salas de estudos dentro das oficinas de manutenção. Dentre as diversas propostas de atividades, algumas envolvem observação, extração e análise de dados no trem.  Ao final, do curso teórico, eles estão aptos a ser acompanhados pelos técnicos mais experientes na parte prática do curso e ao final são avaliados seus conhecimentos teóricas e práticos para fins de certificação.
Conjuntamente à nossa "flipped classtrain", os treinamentos propiciam o uso de outras metodologias como Treinamento em Local de Trabalho, Aprendizagem por Resolução de Problemas, Pesquisa de Campo, além de promover um cultura de aprendizagem colaborativa, seja por conta das atividades em campo ou ainda pela alternância de papéis entre os empregados que, por serem especialistas em sistemas diferentes, assumem diferentes papéis de instrutores, elaboradores e treinandos nos programas de treinamento da área. 
Por fim, novas tecnologias e metodologias estão promovendo uma rede colaborativa para desenvolvimento e compartilhamento de soluções de aprendizagem, colaborando para que o Metrô mantenha seu alto índice de eficiência, segurança e conforto aos passageiros.

Palestrante

Flavio dos Santos Sapucaia

Técnico de Sistemas Metroviários

Professor, Consultor e Palestrante.
Doutor e Mestre em Educação – PUC/SP;
Pesquisador CNPQ nas áreas de Educação Corporativa, Neurociências, Tecnologias e Mídias Digitais, Metodologias Ativas e Ambientes Digitais de Aprendizagem. 
Professor Titular do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologias da UNIP;
Especialista em Tecnologias Aplicadas à Educação;
Neuropsicopedagogo Institucional e Clínico;
Técnico de Sistemas Metroviários no Metrô de São Paulo.

Patrocínio Diamante
Patrocínio Ouro
Patrocínio Prata
Patrocínio Individual
Parceiros
Apoio Institucional
Empresas Parceiras
Apoio de Mídia
Realização Logo AEAMESP
Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô

Rua do Paraíso, 67 - 2 andar - São Paulo - SP - CEP 04103-000

(11) 3287-4565 - (11) 3284-0041 - www.aeamesp.org.br

eventos@aeamesp.org.br

Comercialização Logo Via Brasil Comunicação
Via Brasil Comunicação
Sobre os cookies em nosso site

Nós usamos cookies para compreender o que o visitante do evento precisa e melhorar sua experiência como usuário. Ao clicar em “Aceitar” você estará de acordo com o uso desses cookies. Saiba mais!